Posted on
 
O advogado paraibano Marcos Souto Maior Filho foi escolhido pelo presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinicius Furtado Coelho, para compor a Comissão Especial de Direito Eleitoral do Conselho Federal da OAB. Assim, a Paraíba se fará representar nos trabalhos de defesa por uma justa reforma política e eleitoral, que é anseio da comunidade jurídica e da população em geral, hoje discutida no Conselho Federal.
 
A Comissão Especial de Direito Eleitoral do Conselho Federal é presidida pelo advogado José Noberto Lopes e secretariada por Garbriela Rollemberg de Alencar, além de contar com inúmeras autoridades nacionais da área jurídica, dentre elas os ex-ministros do TSE, Admar Gonzaga Neto e Arnaldo Versiane Leite Soares.
 
Marcos Souto Maior Filho é professor de Direito Eleitoral e Processo Civil, com vasta experiência advocatícia no campo eleitoral, contando vários artigos científicos e livro publicado pela editora paranaense Juruá, com edição esgotada. Exerceu a presidência da Comissão Estadual de Direito Eleitoral e Parlamentar, além de inúmeros outros trabalhos perante a Seccional paraibana.
 
“Com muita alegria acolho o chamado dos meus presidentes Odon Bezerra e Marcus Vinícius, levarei os anseios e desejos dos paraibanos para Comissão Nacional de Direito Eleitoral no Conselho Federal. O convite para trabalhar em prol do Direito Eleitoral é um orgulho para mim, e recebo me comprometendo a empenhar-me e lutar intensamente. Sou fascinado pela ciência do direito eleitoral e nosso povo precisa, além de uma reforma profunda nos institutos, que seja reunido e copilado toda a legislação eleitoral, que hoje é fragmentada e remendada, com uma verdadeira colcha de retalhos” disse Souto Maior.
 
fonte: OAB-PB
 
 
· ··÷¦÷·· ·· ··÷¦÷·· ·· ··÷¦÷·· ·
 
 

One Reply to “MARCOS SOUTO MAIOR FILHO É ESCOLHIDO PARA COMISSÃO NA OAB NACIONAL”

  1. Perdão remeter por aqui o comentário sobre seu artigo, mas nao utilizo nenhum dos aplicativos do jornal.

    "A ultima trincheira do cidadão". Eis sua referência aos advogados Aos bons profissionais, afirmo eu, Eles tão necessários parecem tambem enfrentar as mesmas dificuldades que o cidadão comum.

    Por isso nobre professor, ao ensinar, mostre a realidade aos seus alunos e o que eles pode fazer para mudar e adaptar-se ao todo, como profissional, para o bem da coletividade. Isso é cidadania. O resto, se me permitir é mera demagogia.
    nao desista de seus ideais Eles são nobres e extremamente necessários para o cidadão, dito comum.
    O acesso à justiça, amplo, geral e irrestrito sempre.

    Nao abandones esta batalha. Talvez nao ganhe a guerra, Mas continue-a. Por nós os cidadãos.
    privilégio compartilhar de seus pensamentos. mesmo que ao falar pareça filosofico. Mas aí entrariamos na hermeneutica da alteridade. E fora os mestres, os grandes mestres pouquissios seres saberiam defender pensamentos de Heideger, Adorno, Habernas asssim como tantos outros grandes bastiões do pensamento que o direito utiliza hoje.

    Abraços com admiração do Sul

    José Carlos Bortoloti -jornalista
    Passo Fundo – RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *